Estou Ficando Calvo, o que fazer? TIPO I

implante capilar perdendo o cabelo

implante capilar perdendo o cabelo

Entenda mais sobre calvície tipo 1

Nas próximas semanas abordaremos os graus de calvície, opções de tratamento e planos cirúrgicos, indicando, de forma genérica, as possibilidades de tratamentos para cada estágio da calvície, esclarecendo as dúvidas rotineiras que nos são apresentadas em nosso consultório.

É muito comum o paciente mandar e-mail, telefonar, ou mesmo agendar consulta para avaliar o grau de sua calvície e as opções de tratamento para o seu estágio, sempre nos questionando: “estou apenas com as entradas, será que vai evoluir?” ou “o cabelo está afinando, já está na hora de pensar em uma cirurgia de transplante capilar?”.

Antes de tudo apresentamos uma tabela de evolução da calvície masculina padrão androgenético (abordaremos a feminina nos próximos textos), na qual se encontra uma evolução padrão da queda de cabelos da forma mais comum.

Este tipo de queda de cabelo se chama alopecia androgênica e tem como o principal fator a ação de hormônios em receptores do folículo piloso (raiz dos cabelos) causando o afinamento dos mesmos a ponto de se tornarem imperceptíveis. Tal processo é denominado de miniaturização dos fios.

Note que esse processo acontece no homem de forma mais precoce na região superior da cabeça, sendo que mesmo as calvícies mais avançadas costumam manter a ferradura de fios na lateral e atrás. Por isso que qualquer procedimento deve ser feito pensando nesta evolução e utilizando esses fios “mais resistentes” a este efeito hormonal.

Após essa breve explicação, cabe avaliar, na prática, cada caso, lembrando que antes de qualquer tratamento um médico deve ser consultado.

CALVÍCIE TIPO I

Este é o primeiro estágio na evolução da queda dos cabelos, normalmente do jovem e adulto novo. Muitas vezes a pessoa só nota diferença quando está com os cabelos molhados ou puxando para trás, destacando as entradas.

Neste caso o mais indicado é o paciente iniciar os cuidados preventivos, cuidando da alimentação e hidratação, usando alguma medicação ou vitamina oral ou tópica que diminua o ritmo de queda, que  seriam eficientes para retardar a queda prolongando essa fase.

O uso de tratamentos mais agressivos tanto medicamentosos quanto cirúrgico costuma ser poupado nessa fase.

O transplante capilar, a princípio, não é indicado nesse período, salvo casos específicos como a correção de alguma falha ou cicatriz, ou em clientes que, apesar de manter uma linha anterior jovem, apresentam o afinamento dos fios nessa região e querem ou precisam antecipar qualquer forma de evolução do quadro.

Acompanhe nosso site,entendendo, semanalmente, os outros tipos e fases da calvície e suas opções de tratamento.

Dr. Leandro Ribeiro Mauro, atende em Curitiba e Ponta Grossa – PR, e em Blumenau – SC.

Contato: 41 – 30792282 ou contato@drleandromauro.com.br

Os comentários estão encerrados.

Transplante Capilar em Curitiba atendimento via Whatsapp
Telefone Implante Capilar em Curitiba