Transplante Capilar sem Cicatriz – Técnica FUE

Transplante Capilar com e sem cicatriz linear

Na técnica de transplante capilar convencional uma tira de couro é retirada da área doadora. Com o uso de microscópios as unidades foliculares são selecionadas e transplantadas para a região receptora.

Na  técnica de transplante capilar (técnica FUE) apenas as unidades foliculares são retiradas da área doadora. Nesta técnica as cicatrizes após o transplante são pequenos pontos puntiformes.

Como é feito o Transplante Capilar “sem” cicatriz linear?

transplante-capilar-sem-cicatriz-tecnica-fueNa técnica de transplante capilar FUE as unidades foliculares são retiradas uma a uma pelo cirurgião. Com o auxílio de um micropunch, o especialista faz uma pequena incisão ao redor de cada unidade folicular e aprofunda a incisão até a raiz da mesma. Desta forma é possível a retirada dos folículos sem danos. Após este procedimento, o cirurgião extrai cada folículo com uma pinça de microcirurgia.

O procedimento é realizado com o auxílio de lentes de aumento, e vale lembrar que para realizar este procedimento é necessário raspar a cabeça para que a técnica possa ser realizada.

Uma das vantagens da técnica FUE é o resultado final: a técnica não deixa marcas tão aparentes na região posterior. A técnica realiza incisões muito pequenas na região doadora. O resultado final são apenas pequenos pontos, que possibilita utilizar corte de cabelo curto ou até raspado.

Outra vantagem da técnica é que ela pode ser realizada em indivíduos com pouca elasticidade do couro cabeludo – o que não é possível na técnica convencional.

Através da técnica FUE também é possível em uma única seção transplantar um grande número de unidades foliculares, e se uma seção não for suficiente é possível transplantes sequenciais.

A Tecnica FUE tem desvantagens como menor aproveitamento dos fios que serão utilizados para o implante, cerca de 10% são perdidos, menor percentual de cabelos que irão permanecer após o implante e alguns fios ficam mais frágeis.

Transplante Capilar convencional

Após anestesia local, uma faixa de escalpe é retirada da região posterior da cabeça (área doadora), e sob um microscópio, são separadas uma a uma em Unidades Foliculares, que compreendem de 1 até 4 fios dependendo de como aparecem naturalmente, para serem implantados na região desejada pelo paciente. Na área de onde foi retirada a faixa de cabelos, após ser fechada com uma sutura, ficará uma cicatriz muito fina, em média não mais larga que 1mm.

Enquanto os fios estão sendo separados, o local em que eles serão implantados vai sendo preparado. Com agulhas hipodérmicas finas ou lâminas especiais, são feitos furos na região receptora, seguindo o ângulo e direção dos cabelos ainda existentes na área, num número igual ao número de Unidades Foliculares encontradas na faixa de cabelo da área doadora.

A cicatriz deixa pelo procedimento é minima e fica localizada numa única região.

Os fios transplantados podem cair após 2 semanas, mas os folículos permanecem no local, e após cerca de 3 meses eles começam a crescer lentamente, podendo continuar a aparecer novos fios até 18 meses depois do procedimento cirúrgico.

Qual é a melhor técnica?

Na verdade não existe a melhor técnica, tudo depende de vários fatores e de uma avaliação clínica. Em medicina nem sempre é possível determinar uma única solução, o importante é avaliar o caso do paciente, suas expectativas e necessidades. É prematuro definir antes do atendimento qual será a técnica utilizada. Independente da técnica o mais importante é que o resultado seja satisfatório para o paciente.

Para maiores informações agende sua consulta pelo telefone: (041) 3079-2282

Os comentários estão encerrados.

Transplante Capilar em Curitiba atendimento via Whatsapp
Telefone Implante Capilar em Curitiba